Domingo V do Tempo Comum

Lançai as redes de novo!

A liturgia deste domingo leva-nos a refletir sobre a nossa vocação: somos todos chamados por Deus e d’Ele recebemos uma missão para o mundo.

Na primeira leitura, encontramos a descrição plástica do chamamento de um profeta – Isaías. De uma forma simples e questionadora, apresenta-se o modelo de um homem que é sensível aos apelos de Deus e que tem a coragem de aceitar ser enviado.

No Evangelho, Lucas apresenta um grupo de discípulos que partilharam a barca com Jesus, que acolheram as propostas de Jesus, que souberam reconhecê-l’O como seu “Senhor”, que aceitaram o convite para ser “pescadores de homens” e que deixaram tudo para seguir Jesus… Neste quadro, reconhecemos o caminho que os cristãos são chamados a percorrer.

A segunda leitura propõe-nos refletir sobre a ressurreição: trata-se de uma realidade que deve dar forma à vida do discípulo e levá-lo a enfrentar sem medo as forças da injustiça e da morte. Com a sua ação libertadora – que continua a ação de Jesus e que renova os homens e o mundo – o discípulo sabe que está a dar testemunho da ressurreição de Cristo.

SECRETARIADO PAROQUIAL CATEQUESE

Na próxima quarta, dia 13, às 21.30h, haverá reunião do secretariado de catequese.

DIA DA CARIDADE

Domingo, dia 17, terceiro do mês, recolhe-se as vossas ofertas para a ajuda aos mais necessitados.

REUNIÃO PAIS 3.º ANO

Dia 25 de Fevereiro, no salão paroquial, haverá às 21.30h, reunião de pais, para preparação da primeira comunhão.

Aproveitamos para lembrar que dia 9 de março, as crianças do terceiro ano têm a festa do perdão..

CATECUMENADO

Sabendo da existência de pessoas adultas que ainda não são batizadas, ou que simplesmente foram batizadas e não fizeram nenhuma catequese, a nossa vigararia quer dirigir-se a esses homens e mulheres que desejam caminhar na fé em ordem ao Batismo, Confirmação e Eucaristia. Respondendo a esta necessidade, estamos a organizar um itinerário para que possam ingressar na comunidade cristã, ou participar nela mais plenamente.

Se estiver interessado, passe pelo cartório paroquial e inscreva-se. Pode também contactar o pároco para eventuais esclarecimentos.

LEITOR, PORQUE NÃO?

Parte do grupo de leitores o apelo para que novos elementos integrem este serviço à liturgia. Uma comunidade com 9 eucaristias dominicais precisa de um grupo alargado de leitores. O Valdir Azevedo é o coordenador e pode receber as vossas disponibilidades. Ou podem contactar o cartório.

DIA DIOCESANO DA FAMÍLIA

No dia 16 de Junho, da parte de tarde, a Diocese organiza solene celebração com todos os que comemoram as suas bodas de prata, de ouro ou de diamante neste ano 2019. Para se poder participar é importante a devida inscrição. Podem fazê-lo junto do cartório paroquial.

Assistência espiritual nos hospitais​

A doença e o sofrimento afetam a pessoa humano no seu todo: físico, sócio familiar, psíquico e religioso. A doença e o sofrimento obrigam-nos a redefinir o sentido que damos à vida e que não encontra resposta cabal só num diagnóstico médico ou numa terapia clínica. Aqui entra a necessidade do Serviço de Assistência Espiritual e Religiosa, conhecido comummente como ‘Capelania Hospitalar’. Todos os doentes têm direito à Assistência Espiritual e Religiosa quando são internados num hospital.

O Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga criou há três anos o Serviço de Assistência Espiritual e Religiosa para prover a todos os internados no hospital a possibilidade de viver a sua fé e ritos religiosas nos momentos de doença e sofrimento. O pedido de assistência deverá ser de cada um, preferencialmente, no momento de admissão ou em nome deste pelo familiar responsável. Caso não o tenho feito no momento de internamento poderá fazê-lo a qualquer momento, pedindo a visita do capelão ao enfermeiro de serviço a qualquer momento.

O Serviço de Assistência Espiritual e Religiosa do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga (Hospital São Sebastião, Hospital de São João da Madeira e São Miguel de Oliveira de Azeméis) aguarda o vosso pedido de assistência sempre que tiverem a necessidade de ser internados num destes hospitais.

​PRINCIPAIS FESTAS DE CATEQUESE

1.ª Comunhão – 16 e 20 de Junho 2019

Profissão de fé – 9 de Junho 2019