Domingo III da Quaresma - Cais de conversão

Uma árvore, depois de plantada, cresce e, depois, dará frutos.
E a nossa vida?
Jonas não acreditava que Nínive desse bons frutos!
Mas Deus acredita e espera… um, dois, três anos!
E mais um outro ainda…!
Quem vai ao cais da conversão, sabe que Deus faz connosco o que se faz com a árvore: cava com amor, deita mais adubo…
Acredita sempre! Espera sempre!
E tu? És capaz de levar a alguém uma mensagem de conversão?
Estás com Jesus no cais da conversão?

A Quaresma na paróquia

Confissões

À sexta, nas várias semanas da quaresma, entre as 9h e as 11h, haverá na Matriz tempo de confissão. Também o pároco estará disponível para confessar uma hora antes da eucaristia do dia, entre terça e sexta. Haverá ainda confissões para a infância dia 23, e no dia 30 para a adolescência. Dia 9 de abril, às 15h e às 19h, haverá na Igreja tempo de confissão com a presença de vários sacerdotes.

Contributo penitencial

Depois de consultar as várias instâncias diocesanas, o Sr. D. Manuel Linda, Bispo do Porto, fixmou o destino a dar ao contributo penitencial (ou renúncia quaresmal): dirige-se em partes iguais para o fundo diocesano de emergência social e para a Venezuela, através da Caritas Venezuelana, em programas de alimentação e apoio a grávidas.

Via Sacra

Às sextas-feiras, pelas 18h, na Igreja Matriz haverá oração da Via Sacra pelo grupo Missionário. Também o grupo da Mensagem de Fátima, reza Via Sacra ao Domingo pelas 15.30h.

Oração de Vésperas

O mesmo grupo missionário paroquial, em tempo de quaresma, reza ao sábado às 18h, oração de vésperas.

Jejum - Papa Francisco

“Jejuar, isto é, aprender a modificar a nossa atitude para com os outros e as criaturas: passar da tentação de «devorar» tudo para satisfazer a nossa voracidade, à capacidade de sofrer por amor, que pode preencher o vazio do nosso coração. Orar, para saber renunciar à idolatria e à autossuficiência do nosso eu, e nos declararmos necessitados do Senhor e da sua misericórdia. Dar esmola, para sair da insensatez de viver e acumular tudo para nós mesmos, com a ilusão de assegurarmos um futuro que não nos pertence. E, assim, reencontrar a alegria do projeto que Deus colocou na criação e no nosso coração: o projeto de amá-Lo a Ele, aos nossos irmãos e ao mundo inteiro, encontrando neste amor a verdadeira felicidade.”

Mensagem do Papa Francisco

Queridos irmãos e irmãs!

Todos os anos, por meio da Mãe Igreja, Deus «concede aos seus fiéis a graça de se prepararem, na alegria do coração purificado, para celebrar as festas pascais, a fim de que (…), participando nos mistérios da renovação cristã, alcancem a plenitude da filiação divina» (Prefácio I da Quaresma). Assim, de Páscoa em Páscoa, podemos caminhar para a realização da salvação que já recebemos, graças ao mistério pascal de Cristo: «De facto, foi na esperança que fomos salvos» (Rm 8, 24). Este mistério de salvação, já operante em nós durante a vida terrena, é um processo dinâmico que abrange também a história e toda a criação. São Paulo chega a dizer: «Até a criação se encontra em expetativa ansiosa, aguardando a revelação dos filhos de Deus» (Rm 8, 19). Nesta perspetiva, gostaria de oferecer algumas propostas de reflexão, que acompanhem o nosso caminho de conversão na próxima Quaresma.

Ler mais...

Mensagem de D. Manuel Linda

Dinâmica quaresmal para as crianças da catequese

Agenda

Aceda aqui para ver a agenda paroquial.

Adicione o calendário ao seu telemóvel e tenha a agenda paroquial sempre consigo.

Esta semana...

sexta-feira, 29 de março, 21:30 - Oração de Taizé

Rezamos segundo a proposta da comunidade de Taizé. Este é um tempo de oração aberta a toda a comunidade; portanto, mais uma possibilidade de darmos à oração a importância que a quaresma pede.

sábado, 30 de março, 9:00 - Confissões para a adolescência

Tempo de confissão para a adolescência na Igreja.

domingo, 31 de março, 15:30 - Encontro de casais novos

A comunidade preparou um encontro para casais novos: destina-se aos que nestes últimos anos fizeram o seu CPM, celebraram o sacramento e vivem os seus primeiros anos de matrimónio. Será um tempo de convívio e reflexão sobre este tesouro que os casais querem que nunca desapareça: o seu amor esponsal. Tal como a planta, é preciso tratar este tesouro para que cresça e dê frutos.

Catecumenado

Sabendo da existência de pessoas adultas que ainda não são batizadas, ou que simplesmente foram batizadas e não fizeram nenhuma catequese, a nossa vigararia quer dirigir-se a esses homens e mulheres que desejam caminhar na fé em ordem ao Batismo, Confirmação e Eucaristia. Respondendo a esta necessidade, estamos a organizar um itinerário para que possam ingressar na comunidade cristã, ou participar nela mais plenamente.

Se estiver interessado, passe pelo cartório paroquial e inscreva-se. Pode também contactar o pároco para eventuais esclarecimentos.

Assistência espiritual nos hospitais​

A doença e o sofrimento afetam a pessoa humano no seu todo: físico, sócio familiar, psíquico e religioso. A doença e o sofrimento obrigam-nos a redefinir o sentido que damos à vida e que não encontra resposta cabal só num diagnóstico médico ou numa terapia clínica. Aqui entra a necessidade do Serviço de Assistência Espiritual e Religiosa, conhecido comummente como ‘Capelania Hospitalar’. Todos os doentes têm direito à Assistência Espiritual e Religiosa quando são internados num hospital.

O Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga criou há três anos o Serviço de Assistência Espiritual e Religiosa para prover a todos os internados no hospital a possibilidade de viver a sua fé e ritos religiosas nos momentos de doença e sofrimento. O pedido de assistência deverá ser de cada um, preferencialmente, no momento de admissão ou em nome deste pelo familiar responsável. Caso não o tenho feito no momento de internamento poderá fazê-lo a qualquer momento, pedindo a visita do capelão ao enfermeiro de serviço a qualquer momento.

O Serviço de Assistência Espiritual e Religiosa do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga (Hospital São Sebastião, Hospital de São João da Madeira e São Miguel de Oliveira de Azeméis) aguarda o vosso pedido de assistência sempre que tiverem a necessidade de ser internados num destes hospitais.

Dia Diocesano da Família

No dia 16 de Junho, da parte de tarde, a Diocese organiza solene celebração com todos os que comemoram as suas bodas de prata, de ouro ou de diamante neste ano 2019. Para se poder participar é importante a devida inscrição. Podem fazê-lo junto do cartório paroquial.

​Principais Celebrações da Catequese

1.ª Comunhão – 16 e 20 de Junho 2019

Profissão de fé – 9 de Junho 2019